Quarta-feira, 19.05.10

Novo dia, Nova vida

Um destes dias um amigo deixou-me este video no Facebook que partilho com vocês.

 

publicado por Sonhos Trocados às 18:37 | link do post | comentar

Fechar a Porta

Eu bem sabia que não ia ser fácil escrever com regularidade aqui... sempre gostei muito de rabiscar numa folha de papel. Acho que com as teclas os pensamentos não me saem tão naturalmente.

 

Nos últimos tempos têm-se passado muitas novidades, muitos pensamentos, muitas alegrias, muitas desilusões.

 

 

Hoje vou escrever sobre "Fechar a Porta" e o quão difícil esse gesto tão simples se torna.

 

Passado tanto tempo ainda não "fechei a minha porta" ou melhor, fui colocada fora da vida de alguém, mas não me fecharam a porta.

Na altura pensei que isso seria bom, pois quer queiramos quer não fica sempre uma esperança, porque a porta esta ali entreaberta, e temos esperança que mais cedo ou mais tarde a porta se reabra e nos convidem a entrar.

Mas porra, não tenho vocação para cadelinha que fica no tapete à espera que o "dono" volte a abrir a porta e de vez em quando se lembre de fazer uma meiguice.

 

Lá depois de muita lamber as minhas feridas voltei a acreditar que podia refazer a minha vida, e que não queria mais entrar dentro daquela casa.

 

Chega!

 

Voltei a acreditar que poderia apaixonar-me novamente... pensamento ingénuo o meu.

Se eu ainda não me tinha refeito de uma queda já me estava a atirar de cabeça em outro precipício?

Isto deve tratar-se de uma tentativa de suicídio só pode...

O voltar a acreditar não foi mais do que o querer ser feliz, querer voltar a acreditar que poderia apaixonar-me novamente, mas esta tarefa só seria possível (sem sofrimento) se estivesse limpa desta droga que foi o sentimento que me corrompeu.

 

Estes dias cá tenho eu andado a lamber feridas... e a tentar recompor-me fechei a porta de vez.

Bati com ela para não voltar, não voltar da mesma forma.

Se um dia nos reencontrar-mos será alguém a bater na minha porta. Porque eu não fico mais na porta de ninguém.

 

Voltar a acreditar no amor, na paixão? É claro que voltarei a acreditar... sou mulher e uma eterna apaixonada... mas terei que estar recomposta. Sem feridas.

 

Esvaziei a casa, queimei as recordações ruis, levo comigo as boas, tranquei a porta e coloquei uma placa: VENDE-SE!

 

 

 

 

Procuro uma casa, que não seja apenas um T1 mas não sei se terá espaço para mais alguém!

publicado por Sonhos Trocados às 17:42 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

Maio 2010

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31

posts recentes

comentários recentes

Posts mais comentados

arquivos

tags

subscrever feeds

blogs SAPO